Rinoplastia é uma cirurgia complexa. Isto se deve pela diversidade anatômica das estruturas do nariz e a estreita inter-relação das mesmas. Não existe um nariz que seja igual ao outro e, portanto, não podemos padronizar as técnicas operatórias para todos os casos. Não existe uma técnica que seja melhor que a outra, mas sim um planejamento cirúrgico que tenha resultados mais adequados e consistentes a longo prazo. É preciso pensar a médio e longo prazo.
Existem fatores que limitam o procedimento cirúrgico (pele fina, pele grossa, etnia, estrutura óssea da face, tipo de cicatrização,…) Esses fatores impossibilitam a qualquer cirurgião a promessa de um resultado final.

Nossa filosofia prioriza a função respiratória e a mesma não pode ser comprometida.

É importante preservar ao máximo as estruturas nasais pois sua redução exagerada pode resultar em perda de sustentação e prejuízo da função respiratória.

O sucesso da cirurgia está diretamente relacionado com ao correto planejamento cirúrgico, a habilidade e experiência do cirurgião, e pós-operatório adequado. É esperado que o paciente compartilhe as expectativas da cirurgia

É preciso estar ciente da limitação dos resultados e expectativas realistas.